Uma visita ao museu nacional ferroviário

Quem me conhece, sabe que eu tenho uma “coisa” por comboios. Não sei o quê que eu admiro tanto, acho que é daquelas coisas que acabamos por admirar sem nenhum motivo. Então, comboios acabaram por ser uma das coisas que mais gosto de fotografar. Tento esconder este meu gosto do meu portefólio porque acho que nem todas as pessoas acham interessante, no entanto já não consigo esconder tão bem no meu Instagram (@imdiogomarques) onde acabo por colocar stories a mais sobre comboios. Sempre que vou a uma cidade nova, procuro sempre começar a minha visita por estações de metro e estações ferroviárias, porque sei de partida que irei adorar.

Recentemente dei por mim num fim de semana calmo e sem planos. Decidi dar um passeio e ao pesquisar no google por ideias deparei-me com o Museu Nacional Ferroviário. Há vários museus em Portugal (ferroviários), no entanto o do Entroncamento é o “principal”. Duas horas de viagem, mochila nas costas, camera na mão e um bilhete de acesso ao museu (que é bastante barato) e estava pronto para a minha visita.

A primeira coisa que me “chocou” foi a simpatia de todo o staff. Havia um ambiente leve, eram todos extremamente simpáticos e bem educados. Admito que depois da minha visita contactei a gerência a dar os meus parabéns pelo excelente serviço prestado pelo staff. Após uma breve explicação do mapa do museu (realmente é bastante grande) iniciei o uma das visitas a museus de que mais gostei.

Eu diria que o Museu Nacional Ferroviário está dividido em quatro partes. Sendo a mais importante a locomotiva e carruagem real, que omiti nas minhas publicações para não “mostrar spoilers” daquilo que é a obra de arte mais bonita presente no museu.

Por fim recomendo a visita a todos. Como referi anteriormente está situado no centro do Entroncamento e conta com ingressos extremamente acessíveis para o que é uma visita imperdível. Para os amantes de fotografia, as boas noticias é que não só fotografia é permitida como também é encorajada. Durante a minha visita até vi uma sessão de fotografia de recém casados neste mesmo museu. Podem ver mais informações no site oficial do Museu Nacional Ferroviário e ver o resto das imagens no meu portfolio.

Diogo
Diogo
https://diogomarques.pt
Diogo Marques é um fotógrafo profissional de arquitetura na Arquid. Partilha a história da sua vida, dia após dia, através de fotografias.

Comentar

O seu endereço de email não será publicado.